29/11/2009

DOUGLAS SIRK


De vez em quando o Telecine Cult lembra o saudoso Classic. Foi o que aconteceu este mês quando o canal me permitiu ver ou rever três filmes do Sirk: Mulher de Fogo, E o Noivo Voltou... e Sinfonia Interrompida. Ainda falta muita coisa pra ver (todos da fase alemã, p.ex.), mas me motivou a fazer um Cotações Sirk:

Vidocq (A Scandal in Paris) - *****
Sonha Meu Amor (Sleep My Love) - *****
Feitiço de Amor (Weekend With Father) - ****
Sinfonia Prateada (Has Anybody Seen My Gal?) - ***
E o Noivo Voltou... (No Room for the Groom) - *****

Mulher de Fogo (Take me to Town) - ***
Desejo Atroz (All I Desire) - ****
Herança Sagrada (Taza, Son of Cochise) - ***
Sublime Obsessão (Magnificent Obsession) - *****
Átila, o Rei dos Hunos (Sign of the Pagan) - **
Sangue Rebelde (Captain Lightfoot) - **
Tudo o que o Céu Permite (All That Heaven Allows) - *****

Chamas que não se Apagam (There's Always Tomorrow) - *****
Palavras ao Vento (Written on the Wind) - ****
Hino de Uma Consciência (Battle Hymn) - ***
Sinfonia Interrompida (Interlude) - *****
Almas Maculadas (The Tarnished Angel) - *****
Amar e Morrer (A Time to Love and a Time to Die) - *****
Imitação da Vida (Imitation of Life) - ****


13 comentários:

Ronald Perrone disse...

Preciso me programar melhor com os filmes do TC Cult... sempre chego tarde demais para ver os filmes.

Vlademir disse...

Opa, essas cotações apareceram em boa hora, pois ultimamente o Sirk é um dos diretores que mais tenho interesse em me aprofundar. O Cult tem passado uns dois dele por semana, tomara que continue assim por mais tempo. Mulher de Fogo e Sinfonia Interrompida infelizmente não pude ver, mas gostei muito de Chamas Que Não se Apagam e ontem gravei E o Noivo Voltou para conferir depois. Mas do pouco que vi do diretor, o meu preferido ainda é Imitação da Vida.

Abraço!

Sergio Andrade disse...

Ronald, procuro me programar para gravar e ver depois. Por enquanto tem dado certo.

Vlademir, E o Noivo Voltou usa o esquema da comédia romântica para falar de ética num mundo dominado pelo dinheiro e falta de valores. Nada mais atual! Imitação da Vida é excelente, mas acho que ele tem filmes melhores.

Abraços!

Caio disse...

Sonhando com o dia em que darei oportunidade ao Sirk... Quem sabe nessas férias.

Sergio Andrade disse...

Você não irá se arrepender, Caio.

Osvaldo disse...

Tô com A TIME TO LIVE A TIME TO DIE fazem meses! Não vou deixar pra assistir no ano que vem hehe.

Sergio Andrade disse...

Quanto antes melhor, Osvaldo rsss!

Roberto Acioli disse...

Fassbinder era um dos que bebia nessa fonte. Rainer Werner gostava dos melodramas, mas desejava fazer uso deles sem o ranço hollywoodiano do happy end.

Lá naquela Mostra do Fassbinder no CCBB assisti a pelo menos dois filmes do Sirk, "Almas Maculadas" [The Tarnished Angels, 1958]e "Imitação da Vida" [1959].

grande abraço

Sergio Andrade disse...

É verdade, Roberto, Fassbinder foi um grande admirador e divulgador da obra do Sirk.

"Almas Maculadas" é uma de suas obras-primas, e "Imitação da Vida" uma súmula de seu estilo.

Abraço!

Moacy Cirne disse...

Também estou em processo de revisão de Sirk, que continua crescendo em minha estima.

Um abraço.

Sergio Andrade disse...

É um diretor cujos filmes sempre crescem nas revisões.

Abraço!

siby13 disse...

Adoro este diretor,e recentemente ví o filme Shockproof "Apaixonados", no elenco o Cornel Wilde e a Patrícia Knight.
É a história de uma mulher que está em liberdade condicional. Seu agente, interessado em reabilitá-la, confia-lhe o trabalho de cuidar da própria mãe, uma senhora cega. Da intimidade nascerá a paixão....
Filmaço!

Sergio Andrade disse...

Siby13, Sirk é muito bom mesmo!

Esse "Shockproof" eu nunca vi, mas pelo seu resumo deve ser um melodrama tipicamente "sirkiano" como "Tudo que o Céu Permite", "imitação da Vida" etc.

Obrigado pelo comentário e volte sempre!

Pesquisa do Blog