13/03/2007

R.I.P. BETTY HUTTON

Foi anunciada hoje a morte de Betty Hutton, aos 86 anos.
Como esquecer dela no clássico de Preston Sturges, Papai por Acaso (The Miracle of Morgan's Creek)? Betty era Trudy Kockenlocker, uma garota maluquinha de uma cidade do interior que, algum tempo depois de participar de uma festa de despedida dos soldados que partiam para a segunda guerra, descobre estar grávida mas não lembra quem é o pai da criança. Ela recebe a ajuda de seu melhor amigo, Norval Jones, para encontrar o soldado, mas sem sucesso.
Na verdade Norval a ama, e aceita casar com ela mesmo com esse "problema".
No final Trudy dá luz a sextuplos, tornando-se uma celebridade nacional.
O mais incrível é que esse filme tenha sido produzido nas barbas do Código Hays, um conjunto de regras que limitavam a apresentação de sexo e violência nos filmes americanos. Provavelmente os censores estavam gargalhando tanto que esqueceram de proibir o filme!

4 comentários:

Jorge Didaco disse...

Oi Sergio,

Muito bem lembrado; a parceria Betty Hutton/Preston Sturges é realmente explosiva. Dezenas de subentendidos e ousadias visuais e verbais (que a excelente refilamgem de Tashlin/Lewis atenua um pouco). Me lembro de Betty Hutton nas velhas 'sessões da tarde' quando via e me divertia pela enésima vez com 'Os Perigos de Paulina' ou 'Bonita e Valente'. Meu momento favorito de Hutton: um inenerrável numero musical no filme de John Farrow, 'Brasa Viva'; ela canta, dança, narra e sapateia toda a história de Hamlet em pouco menos de 5 minutos!!! Só vendo pra crer; eu quase estrebuchei de tanto rir. RIP,

Um abraço,
Jorge Didaco

sergio disse...

Jorge, Betty dá um show como Annie Oakley em Bonita e Valente, e também demonstrou ser boa no trapézio n'O Maior Espetáculo da Terra. Agora esse Brasa Viva não vi. Se não me engano passou no Telecine Cult, mas acabei perdendo. Essa cena que vc citou deve ser impagável!
Abraço!

Demonarch disse...

A inteligência e a sofisticação de Preston Sturges, assim como o humor de Nathaniel West e as visões de Capra, deveriam ser recuperados e mostrados a esta nova geração idiotizada da era internética. Humor é o termômetro da inteligência.

sergio disse...

Demonarch, é nessas horas que da saudade do Telecine Classic!

Pesquisa do Blog