01/05/2007

A PAZ ENCONTRADA!

Quem primeiro deu a dica foi o Aguilar no seu falecido blog. Pois hoje fui visitar o Templo Zu Lai, em Cotia, e tive a mesma sensação do Edú, senti-me como se estivesse no cenário de um filme do Zhang Yimou.
O local é belíssimo, e foi importante ter estado lá neste momento de crise pessoal. Naquele ambiente onde se respira paz, tranquilidade, serenidade, meditação e espiritualidade me senti fortalecido em minha fé. Agora estou pronto para enfrentar o que quer que venha por ai.
Sinto-me tão bem que até voltou a disposição para postar algumas coisinhas.
Começo então dando a cotação de alguns filmes que vi no mês de abril, os que lembro no momento já que relacionar os filmes que vejo é uma coisa que nunca fiz na vida!

Ó, Paí, Ó - Monique Gardenberg - **
300 - Zack Snyder - Bomba!
Caixa Dois - Bruno Barreto - **
Na Cama (En la cama) - Matias Bize - ***
Caçados (Prey) - Darrell Roodt - **
A Estranha Perfeita (Perfect Stranger) - James Foley - *
12:08 A Leste de Bucareste (A Fost Sau n-a Fost?) - Corneliu Porumboiu - **
Sunshine, Alerta Solar (Sunshine) - Danny Boyle - *
Ventos da Liberdade (The wind that Shakes the Barley) - Ken Loach - ***
Maria (Mary) - Abel Ferrara - ***
A Colheita do Mal (The Reaping) - Stephen Hopkins - **
Hannibal - A Origem do Mal (Hannibal Rising) - Peter Webber - **
Inferno (L'Enfer) - Danis Tanovic - ****
Vermelho Como o Céu (Rosso Comme il Cielo) - Cristiano Bortone - ***
I Hate São Paulo - Dardo Toledo Barros - ***
Esse último, um interessante e pouco comentado retrato da cidade dirigido por um brasileiro radicado nos EUA, vi na mais nova sala de cinema da cidade, a Maria Antônia. Uma sala bem simpática, bem maior e mais confortável do que eu pensava. E ao preço de R$4,00 a inteira, serei um frequentador assíduo!


Em VHS, DVD e Divx e TV:
Charity, Meu Amor (Sweet Charity) - Bob Fosse - ****
A Gargalhada (Tu Ridi) - Irmãos Taviani - ****
Exilados (Exiled) - Johnnie To - ***
Requiem - Hans-Christian Schmid - ***
Grbavica - Jasmila Zbanic - **
A Última Onda (The Last Wave) - Peter Weir - ***
O Princípio da Incerteza - Manoel de Oliveira - *
A Condessa Branca (The White Countess) - James Ivory - ****
As Safadas: A Rainha do Fliper (Carlos Reichenbach) - ****; Uma Aula de Sanfona (Inácio Araujo) - ***; Belinha, a Virgem (Antônio Meliande) - **
Sob Suspeita (Find Me Guilty) - Sidney Lumet - ***
O Telefone (Pon) - Byeong-Ki Ahn - **
Escola Penal de Meninas Violentadas - Antônio Meliande - **
Brothers (Brodre) - Susanne Bier - ***
A Árvore dos Tamancos (L'Albero Degli Zoccoli) - Ermanno Olmi - ********* etc...

Mais uma prova de que Deus, Buda, Júpiter, sei lá mais quem existe:

Ela está nos cinemas em "Inferno", e nas bancas enfeitando a capa da Premiere francesa de março.

Pra terminar: recomendar um texto da Andréa Ormond é chover no molhado, mas fazer o quê? A garota escreve bem demais!!! Confiram aqui seu brilhante e polêmico (não deixem de ler os comentários também) post sobre cinema popular brasileiro.

12 comentários:

Andréa Ormond disse...

Oi, Sergio! Belo lugar, espero que tenha dado para vc a força e a calma necessárias para enfrentar os problemas. Já está tb na minha lista de locais a serem visitados :) Obrigada pela recomendação do texto. E vc foi postar logo debaixo dessa foto substanciosa? rsrsrsrs Beijos!

Ronald Perrone disse...

Rapaz, uma bela viagem que você vem fazendo pelo brasil! Fazia um tempinho que não comentava aqui...Tudo de bom! Abraços!

sergio disse...

Oi, Andréa! Sim, agora me sinto com a confiança e força necessárias para enfrentar as dificuldades que surgirem em meu caminho.
A próxima vez que vir pra Sampa não deixe de visitar o Templo. Obrigado pelo comentário Andréa.
E põe substanciosa nisso hehehe! Beijo!

Fala, Ronald! O Brasil tem lugares maravilhosos para serem conhecidos, o problema é que a maioria das pessoas não dão valor para o que é nosso.
Obrigado, Ronald, vê se não some!
Abraço

Bakemon disse...

Sérgio, encontrou a Ziyi Zhang por lá? E experimentou a sopinha de Nhame?

sergio disse...

Bakemon, se tivesse encontrado a Ziyi Zhang teria ficado por lá mesmo hehe! Não experimentei a sopinha, mas almocei uma comida vegetariana deliciosa!!!

Jorge Didaco disse...

Olá Sergio,
já estou marcando uma idazinha a Cotia, porque comigo nem reza brava e sal grosso está adiantando, quem sabe o segredo seja o Templo Zu Lai? Vi hoje 'Inferno'; gostei bastante, achei algumas situações um pouco artificiais, me soaram excessivamente determinadas, presas a um esquema de roteiro, mas que elenco incrível, não? Finalmente, depois de muitas tentativas, conseguiram enfeiar a Carole Bouquet! E que créditos de abertura sublimes! Dos filmes de cinema, talvez tenha gostado um pouquinho mais do q vc de 'Sunshine' e 'A Leste de Bucareste'; só não vi 'I Hate São Paulo' (acho q dei atençõo demais às hediondas críticas publicadas na imprensa Paulista). Conheci a simpática Sala Maria Antônia na extraordinária retrospectiva do Leonardo Favio ano passado. Dos filmes em DVD e afins, gosto muito do dos Taviani, especialmente a segunda história. Ainda não vi o Ivory, Lumet e o 'Requiem' (já sairam em DVD?). Qual foi o problema com o Oliveira? Todas as estrelinhas para os Tamancos do Olmi!! Obrigado pela foto de Béart, digamos que eu vou ter com o que sonhar hoje à noite!! Um abraço,
Jorge Didaco

sergio disse...

HAHAHA, muito engraçado seu comment, Jorge :)
Vá visitar o Templo, sim, você no mínimo passará algumas horas agradaveis.
Gostei muito do Inferno. O roteiro não me incomodou, achei bem coerente, e as atrizes são maravilhosas!
Sunshine até começa bem, mas depois o diretor perde completamente a mão. Problema semelhante ao do filme romeno, que apresenta um interessante trabalho de enquadramentos em planos médios, mas na sequência do programa de tv o caldo desanda.
Faz tempo que não dou muita atençao ao que a "crítica especializada" paulista fala.
Retrospectiva do Leonardo Favio? Do que você está falando Jorge?
Taviani e Pirandello tem tudo a ver! Os filmes do Ivory e do Lumet sairam em DVD; Requiem ainda não.
O problema do Oliveira é que é um dos filmes mais chatos dele (acho que só perde para A Carta). Sei que essa não é uma boa medida para não se gostar de um filme, mas lá pela quinta vez que ele mostra a janela daquele trem comecei a desejar que o filme terminasse logo :(
E espero que tenha tido bons sonhos rsss.
Abraço!

Graciele disse...

Sergio! Fiquei muito, muito surpresa por vc ter gostado de I hate São Paulo. O filme foi muito criticado. Acho que não vi ninguém falar bem. Adorei que vc fez isso!
Qdo assisti Maria, lembrei muito, mas muito de vc. Eu, particularmente, adorei o filme. Adorei a colocação do Ferrara acerca da fé; realmente, a fé nada mais é do que a expressão de nossos momentos pessoais. É algo grandioso, mas que ilustra apenas o particular de cada um.
Estava com saudades dos posts. Te desejo tudo de bom.
Tá, tá, tá, eu vou falar: QUE FOTOOOO!!!! Pra mim, ela é a mulher mais linda do mundo.

sergio disse...

Graciele, não estava esperando nada do I Hate São Paulo. Como estava de férias aproveitei para conhecer a Sala Maria Antônia, e mesmo que o filme fosse a maior merda eu ainda sairia lucrando. Mas não foi o caso, acabei me surpreendendo por uma narrativa densa e muito bem elaborada. Claro, não se trata de uma obra-prima, o filme sofre com as limitações de orçamento e um elenco irregular, mas impressiona pela honestidade, pela garra com que o diretor quis contar sua estória mesmo com poucos recursos. E o título é enganoso, já que se trata de uma declaração de amor à cidade.
Muito interessante sua leitura do Maria. Na verdade você conseguiu sintetizar em poucas palavras a essência do filme, coisa que muitos críticos que escreveram várias linhas sobre ele não conseguiram. Parabéns!
Obrigado, Graciele! Beijos :)

Eduardo Aguilar disse...

Legal q. tenha curtido a sugestão!!! E o Polanski, hein? Sem pensar nos infortúnios q. ele já enfrentou, ninguém pode negar q. tem um puta bom gosto!!!

sergio disse...

Fala,Edú! Valeu e muito a sugestão. Abç!

Graciele disse...

hummmm...eu fiquei toda cheia com o elogio, mas, como já disse certa vez, sou uma boa discípula! Beijos!

Pesquisa do Blog